Precisão dos Equipamentos de Medição

Tem muita gente que compra gato por lebre e nem percebe.

Por exemplo após muita negociação e meses de espera você conseguiu que a empresa faça a aquisição de um dosímetro, mas como conhece pouco do assunto acabou comprando um bem baratinho sugerido pelo setor de compras.

Na verdade, são diversos os critérios que precisamos atender e um bem importante é a precisão do equipamento. O problema é que a NR 15 não fala nada sobre o assunto, porém se dermos olhada na NHO 01 teremos pelo menos uma indicação. Veja abaixo trecho da norma:

Os medidores integradores de uso pessoal, também denominados de dosímetros de ruído, a serem utilizados na avaliação de exposição ocupacional ao ruído, devem atender às especificações constantes da Norma ANSI S1.25-1991 ou de suas futuras revisões, ter classificação mínima tipo 2.

 Outra referência técnica interessante é a ACGIH que estabelece o seguinte:

O nível de pressão sonora deve ser determinado por um medidor de nível de pressão sonora ou por um dosímetro, que atenda aos requisitos mínimos da Especificação para Medidores de Nível de Som, ANSI S1.4-1983 ou da Especificação para Dosímetros Individuais de Ruído, ANSI S1.25-1991. Além da IEC 804-1985.

Mais uma referência técnica é a estabelecida na Espanha pelo Real Decreto 286-2006 que segue as especificações estabelecidas pela norma UNE-EN 61672-2005.

Todas estas normas estabelecem uma classificação de 0 a 3 em que 0 é o mais preciso servindo como padrão de referência para os demais (utilizado em laboratórios) e com elevado custo, o 1 também tem uma boa precisão e já é mais frequente seu uso em avaliações ambientais nas empresas, o mesmo ocorre com o 2 que tem um erro um pouco maior, mas ainda é aceitável

Porém o 3 será o equipamento com maior erro na medição devendo ser utilizado apenas para se ter uma ideia aproximada do nível sonoro.

Ou seja, para uma avaliação adequada precisamos adquirir um equipamento que atenda pelo menos o Tipo ou Classe 2.

No entanto, para garantir esta precisão precisamos realizar a calibração destes equipamentos em laboratórios da Rede Brasileira de Calibração (RBC), credenciados pelo INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Fique de olho!!!

Autor: Mário Sobral Júnior

Please reload