Acabou o EPI. E agora?

25.04.2018

Você chega na empresa e lá vem o trabalhador se queixar que está sem luvas. De imediato você informa: “olha, o compras atrasou o pedido e o fornecedor acabou não entregando as luvas, mas acho que amanhã está aqui”.

Mas precisamos tomar bastante cuidado com as informações. Primeiro devemos lembrar que o problema não foi do setor de compras, mas sim da empresa e é sempre bom ter em mente que você faz parte dela.

Segundo, apesar de ser muito fácil passar a culpa para os outros é preciso verificar se não contribuímos para a situação.

Como assim, professor? Passei o pedido na semana passada e eles é que não compraram!

Ok, pode ser assim, mas vamos ver o que é possível fazer para que isto não ocorra de novo e que o trabalhador, e consequentemente a empresa, não venham a ser prejudicados.

Nosso primeiro passo é ter o levantamento do consumo mensal, ou seja, você sabe quantas luvas são utilizadas em média no mês ou apenas faz o pedido quando está acabando?

 

 Quando você tem este controle e sabe quanto tempo em média demora para que o setor de compras consiga entregar um pedido fica mais fácil de estabelecer um estoque mínimo, o qual servirá de critério para que seja feita nova solicitação.

Além disso, é importante especificarmos adequadamente o EPI solicitado, desta forma o Compras tem como fazer um pedido com menor probabilidade de erro.

Caso seja possível, até fazer o levantamento com alguns fornecedores e já entregar os custos para o Compras, tenho certeza de que os atrasos diminuirão ou até irão cessar.

Ahhh, professor, o senhor já está querendo muito. Tenho mais o que fazer e este serviço não é meu!

Entendo o seu argumento, mas tente pensar em um time de futebol, se a zaga é mais fraca o pessoal do meio de campo ou os laterais não vão tanto para o ataque para dar um suporte.

E é sempre bom lembrar que o nosso trabalho é manter a segurança dos trabalhadores e no caso de um acidente, tenho certeza de que o primeiro a ser chamado não será o setor de Compras e no final das contas, a culpa será da empresa da qual eu também faço parte.

 

Please reload