Procedimentos que são a maior viagem

Por mais que muita gente tenha medo, a estatística prova que voar é a forma mais segura de se fazer uma viagem. No entanto, tem muito procedimento de segurança dos aviões que aparentemente não têm lógica e, como não são explicados, acabam sendo realizados a contragosto ou burlados.

Concordo, professor. Nunca entendi porque temos de colocar os bancos na posição vertical, quando entro já quero pelo menos ficar mais confortável e inclinar o banco.

Um dos motivos, meu filho, é que a decolagem e o pouso são os momentos de maiores riscos na aeronave e se os bancos estiverem inclinados podem atrapalhar a evacuação dos passageiros em uma situação de emergência.

Outro procedimento que aparentemente não tem muita lógica é levantar as persianas no pouso e decolagem. Mas pense bem, em uma emergência os comissários de bordo deverão decidir por onde os passageiros devem dar preferência para sair e se eles tiverem uma melhor visualização da área externa da aeronave isto facilitará a decisão.

Unnn! Entendi, professor. Mas ainda tenho mais uma dúvida, por que diminuem as luzes internas durante os pousos e decolagens noturnas?

Esta é fácil de entender. Se você está em um ambiente iluminado e de repente passar para um ambiente escuro não irá demorar um pouco para sua visão se adaptar? No caso de uma emergência não teremos nenhum tempo disponível, então baixam as luzes internas para acelerar a adaptação.

Perceba que são orientações que têm lógica, mas que não são explicadas e consequentemente não são necessariamente bem aceitas. Nas nossas empresas ocorrem muito destas recomendações “sem motivos”, precisamos ficar alertas para sempre explicar os motivos dos procedimentos que estamos estabelecendo aos trabalhadores para que a aceitação e consequentemente a realização seja cada vez maior.

Autor: Mário Sobral Júnior – Engenheiro de Segurança do Trabalho

Please reload