NÃO ME VENHA COM DESCULPAS!

16.07.2019

Qual a visão que a maioria tem quando pensa em um profissional de Segurança do Trabalho?

Infelizmente, para muitos, somos vistos apenas como fiscalizadores de EPIs ou somos aqueles que cuidam de alguns documentos.

É verdade, professor. Antes de começar a estudar na área também tinha esta visão.

No entanto, acho que deve estar claro, trata-se de um olhar bem limitado em relação ao profissional prevencionista. Esta visão generalizada, faz com que sejamos em muitas empresas apenas um fardo que o patrão precisa carregar devido a uma obrigação legal.

Já trabalhei em empresa que era assim mesmo.

 

O problema (e não vai espalhar) é que infelizmente em muitos lugares tenho que concordar com alguns patrões. Imagine, por exemplo, um profissional recém-formado, que recebe um baixo salário e tem suas atividades complementadas com diversas ações não relacionadas à Segurança do Trabalho. Como consequência, muitos destes profissionais que já tiveram uma formação deficiente, não desenvolvem e acabam se acomodando nas “novas atribuições”.

Professor, mas aí fica difícil. Malformado, com salário baixo e desvio de função, é complicado sair do círculo vicioso de mediocridade.

Concordo e não tenho nenhuma dica milagrosa, mas se eu fosse arriscar um conselho, diria que a capacitação seria uma porta de saída.

Mas, professor, fiz um curso de um ano e meio sobre o assunto e vez por outra leio um livro. Na verdade, não leio mais porque são caros, além disso, boa parte da aprendizagem depende da prática.

Meu filho, acreditar que um ano e meio na melhor instituição do país e a leitura de uma dezena de livros só precise ser complementada por prática é no mínimo ingenuidade.

Em relação à leitura, o ideal é que fosse lido pelo menos um livro por mês, e sempre recomendo que não seja apenas relacionado à Segurança do Trabalho, pois devemos fazer leitura de outros títulos para ampliar nosso repertório. Em relação aos livros serem caros, recomendo que acesse o site www.fundacentro.gov.br, no qual você irá encontrar centenas de livros gratuitos.

Além dos livros, você pode ver vídeos, ouvir podcasts ou mesmo, saiba que ainda é possível, conversar com pessoas mais experientes, ou seja, não tem desculpa para você não se manter em contínua capacitação.

Autor: Mário Sobral Júnior – Engenheiro de Segurança do Trabalho

Please reload