Expectativas de um estagiário de Segurança do Trabalho

17.08.2019

Professor, não aguento mais cortar papel lá na empresa!

Por que você está fazendo este serviço?

Porque estou estagiando em uma empresa e me colocaram para ajudar no RH.

Como assim, eu sempre achei que você fosse Técnico de Segurança do Trabalho!

Não, professor. O senhor está me confundindo com o meu irmão, ele já é formado e acabou me influenciado a fazer este curso também e disse que eu poderia sempre conversar com o senhor sobre os problemas da área.

Ok, seja bem-vindo! Mas qual é o seu problema mesmo?

As atividades que passam para mim, por ser Técnico de Segurança, não aguento mais os serviços em que eu não aprendo nada.

 

Meu filho, entendo sua situação, mas gostaria de saber se nesta empresa você só realiza atividades de pouca aprendizagem ou tem outras em que aprende também.

Sim, tenho aprendido muito, diria que uns 80% das minhas atividades são interessantes e agregam conhecimento, mas o problema são os outros 20%.

Entendi, vou dar a minha opinião e provavelmente você não vai gostar.

Pode falar.

Se você está aprendendo tanto, deveria aceitar alguns servicinhos menores sem muita reclamação. Em muitas empresas não há um programa de estágio em que considerem de forma sistematizada tarefas que agreguem valor, passam as atividades de acordo com o que tem para fazer. Além disso, mesmo quando você começar a atuar como Técnico de Segurança do Trabalho terá que fazer diversas atividades maçantes e que não irão agregar em nada à sua profissão, mas que infelizmente são necessárias e alguém precisará realizar, ou seja, vamos chorar menos, aprender mais e entender que nem só de vida mansa vive um estagiário.

Como já li em algum lugar na internet: Satisfação = Expectativa – Realidade, ou seja, diminua um pouco a expectativa que você irá aceitar melhor a realidade.

Autor: Mário Sobral Júnior – Engenheiro de Segurança do Trabalho

Please reload