Qual a especificação do seu capacete?

Professor, estou com um problema. Como o senhor sempre fala: a responsabilidade da especificação dos EPIs é do setor de Segurança do Trabalho, pois o setor de compras, com base nesta especificação, tentará comprar o mais barato que existir na face da terra.

Ainda não entendi o problema, meu filho!

O problema é que eu não entendo tanto de EPIs para fazer esta especificação. Por exemplo, agora tenho de comprar capacetes de segurança e não sei indicar quais características são necessárias para a minha empresa.

Entendi. Você pode tentar buscar a especificação pelo CA de outros capacetes, pois pelo certificado de aprovação há a descrição das suas características, mas acho que o ideal é buscar as NBRs relacionadas ao tema. No seu caso seria a NBR 8221 Capacete de segurança para uso ocupacional — Especificação e métodos de ensaio.

O senhor pode me enviar uma cópia?

Lógico que não, meu filho. As normas são pagas e têm um custo para serem desenvolvidas. A partir do momento que começamos a repassar iremos enfraquecer a ABNT.

Poxa, professor. Mas são muito caras.

Na verdade, são caras porque a maioria quer pegar apenas cópias, se as pessoas comprassem, provavelmente os preços iriam cair, mas deixa eu tentar lhe ajudar com os itens que você deve considerar na sua especificação. Os principais itens são os seguintes:

- Definir se o capacete será do tipo A (não devem ser utilizados em trabalhos que envolvam energia elétrica) ou B (possuem isolamento elétrico). Em relação aos requisitos de isolamento elétrico, devemos considerar capacetes de segurança Classe G (resistir a 2200 VCA (RMS) a 60 Hz, por 1 min) e Classe E (resistir a 20 000 VCA (RMS) a 60 Hz, por 3 min). O capacete de segurança Classe C não é ensaiado para isolamento elétrico.

- Definir se o capacete será Tipo I: Capacete com aba total, Tipo II: Capacete com aba frontal ou Tipo III: Capacete sem aba.

- Verificar a necessidade de jugular

- Avaliar se o sistema para atenuar a transmissão de força (carneira) tem bom encaixe e se atende os critérios estabelecidos pela NBR 8221.

- Cor e o grau de visibilidade.

Além, é claro, de ter resistência a impacto e penetração estabelecidas por norma.

Autor: Mário Sobral Jr – Engenheiro de Segurança do Trabalho