Se o Acidente do Trabalho fosse uma doença, seria epidêmica, pandêmica ou endêmica?

14.03.2020

 

Com a presença do coronavírus estamos em contato com novas palavras que enriquecem nosso vocabulário, mas neste caso, em função da forma como estamos aprendendo, era preferível termos continuado na ignorância. Porém, como agora não tem mais jeito, resolvi me apropriar dos termos e, como faço sempre, misturar com a Segurança do Trabalho.

Professor, o senhor está doido, vai misturar coronavírus na Segurança do Trabalho?

Não, meu filho é só um exercício mental para relacionarmos as palavras, não se preocupe que eu também trabalho com prevenção.

Como todo mundo sabe o surto de coronavírus foi declarado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma pandemia. Mas acho que você já deve ter ouvido falar sobre epidemia e infecção endêmica também.

Sim, professor. Mas para ser sincero, não sei a diferença.

Meu filho, para facilitar vamos relacionar com o acidente do trabalho, imagine que ele fosse tratado como doença. No caso de o acidente de trabalho ser considerado como uma infecção endêmica significa que estaria presente em uma determinada área, o tempo todo, durante anos. Ou seja, em muitas empresas de algumas cidades do Brasil o acidente, infelizmente, acaba tendo esta característica, passa anos e continua afastando trabalhadores.

Já trabalhei em uma empresa assim, professor. Não conseguia fazer nada para melhorar. Era “punk”!

Infelizmente também já passei por esta experiência, mas vamos continuar. Imagine agora que o acidente do trabalho está sendo considerado uma epidemia, neste caso apesar de o termo ser feio, seria uma situação em que iria ocorrer um aumento de acidentes e depois teria uma diminuição. Similar ao que ocorre com algumas gripes. Por incrível que pareça, com o Brasil sendo o quarto lugar de acidentes no mundo, até seria bom ser epidemia, pois pelo menos teríamos períodos de diminuição.

É verdade, professor. E sempre é bom lembrar que as estatísticas do governo sempre estão abaixo da realidade devido à subnotificação de acidentes.

Finalmente vamos imaginar que o acidente do trabalho foi considerado uma doença similar ao coronavírus, ou seja, uma pandemia. Neste caso é como se fosse uma epidemia que ocorre no mundo mais ou menos ao mesmo tempo. E os dados de acidente do trabalho no mundo, segundo a OIT (Organização Internacional do Trabalho) indicam mais de 6 mil trabalhadores mortos por dia, ou seja, equivalente a mais de 2 milhões por ano. Infelizmente podemos entender que temos uma situação mais séria que o coronavírus, pois o vírus vai passar, mas infelizmente em relação aos acidentes do trabalho ainda não há nem perspectiva de um dia termos uma vacina ou qualquer tipo de cura.

 

Prof. Mário Sobral Jr - Eng. de Segurança do Trabalho (editor do Jornal Segurito)

 

 

 

Please reload